Olhando pra Lisboa, ali tão perto ............... lá no alto, de cabelos ao vento................................ o Cristo-Rei foi pregar para o deserto ..................... e deixou os camelos em... «Belém»!

=========================================

FRASES INTEMPORAIS APLICADAS À POLÍTICA

1 - O cigarro adverte:

"o governo faz mal à saúde!"

2 - Não roube,

“o governo detesta concorrência.”

3 - Errar é humano.

“Culpar outra pessoa é política.”
4 - Autarcas portugueses
"São os mais católicos do mundo. Não assinam nada sem levar um terço.

5 - Se bem que…

"o salário mínimo deveria chamar-se gorjeta máxima".

6 - Feliz foi Ali-Babá que:
"não viveu em Portugal e só conheceu 40 ladrões!!!..."

7 - Não deixe de assistir

"ao horário político na TV:

Talvez seja a única oportunidade de ver políticos portugueses em "cadeia nacional".

8 – O maior castigo

"para quem não se interessa por política é que será governado pelos que se interessam."

9 - Os políticos
"são como as fraldas... Devem ser trocados com frequência, e sempre pelo mesmo motivo...

10 - Os líderes

"das últimas três décadas ou sucedem a si próprios ou então criam clones dos seus tiques."

11 - Os partidos
"
tomaram conta do Estado e puseram o Estado ao seu serviço."

12 - A frase do dia é de Alberto João Jardim:
- O que penso sobre o aborto?!...

- Considero-o um péssimo Primeiro-ministro e está a governar muito mal o País.

13 - Notícia de última hora!!!

- “Fiscais da ASAE, (brigada de inspecção da higiene alimentar), acabam de encerrar a Assembleia da República.“
Motivo: Comiam todos no mesmo tacho!

14 – Bom para Portugal!!!!!

"Sou totalmente a favor do casamento gay entre os políticos.

Tudo que possa contribuir para que eles não se reproduzam é bom para o país..."

15 - Candidatos:

"Antigamente os cartazes nas ruas, com rostos de criminosos, ofereciam recompensas;
hoje em dia, pedem votos".

16 - País desenvolvido:

"não é onde o pobre tem carro, é onde os políticos usam transporte público".

17 - Austeridade é quando

"o Estado nos tira dinheiro para pagar as suas contas até deixarmos de ter dinheiro para pagar as nossas".

18 - O governo esclare:

"Os cortes aos reformados só se aplicam a quem tiver 2 pensões. Quem tiver 2 hotéis ou 2 residenciais está safo".

19 - A força do Fisco:

"O estado arranca-me tudo à força e depois diz que sou contribuinte".

20 - País desenvolvido

não é onde o pobre tem carro, é onde os políticos, usam transporte público.

21 - Austeridade é quando

o Estado nos tira dinheiro para pagar as suas contas até nós deixarmos de ter dinheiro para pagar as nossas.

===================================================

05
Ago 04

pombabranca_voar.gifRepassando este artigo da Associação ANIMAL, com as lágrimas nos olhos, apesar de a notícia já ser de 2/2003.
Mais uma vez, e desta a chamada "fina flor" portuguesa (de fina nada lhe vejo, e de flor ainda menos... só se for "a fina flor do entulho"), deu provas de grande crueldade, pouca democracia e desrespeito pela vida e sofrimento dos animais.
Para gáudio de uns tantos malandros e cruéis irresponsáveis, (os manda-chuva da economia de Guimarães), foram mutilados e mortos a tiro 5.000 pombos no Clube Industrial de Pevidém - Guimarães, cujo objectivo é chacinar por ano cerca de 60.000 aves em aberrantes provas de tiro ao alvo.
Desrespeitar as Ordens do Tribunal são hábitos arreigados que, os bolsos recheados acoitados à sombra do poder político, ainda teimam em fazer valer.
Tais hábitos eram tão fortes que, mesmo a Polícia de Segurança Pública, ainda demonstra pejo em obrigá-los a respeitar as Leis.

Pelo menos, desta vez, a multa doeu alguma coisa e não foi como de costume, só para a gente se rir... e eles também. Dantes, pagavam multas de bom grado,(quando pagavam e quando lhes eram aplicadas) porque, era mais fácil pagar e não se aborrecerem do que discutir com as autoridades.
De resto, as multas, quando as havia, eram irrisórias; dado que provinham de Leis de há de há 20/30 anos ou mais, e as respectivas coimas datavam dessa altura.

Alguma coisa mudou neste abençoado país? Sim, alguma coisa mudou, mas os mandantes que empossamos nos governos ainda são do tempo do antigamente, (pelo menos em ideias), e nem sequer há o cuidado de lhes dissecar a vidinha para ver se são dignos ou não dos cargos políticos.
Fica tudo no segredo de justiça (desculpem o erro) política.
Ninguém se lembra que quando se nomeia um ministro, e mais do que isso - um primeiro ministro, ele logo se rodeará dos acólitos porque irá procurar apoios, não vai comprar brigas e desentendimentos.
É por isso mesmo que o agora Ministro Henrique Chaves continua a interpor recursos atrás de recursos numa tentativa de manter tão cruel prática, proibida pela Lei de Protecção dos Animais.

Pelo menos nisso... sempre dou valor aos americanos que põem tudo a nu; nem se acanham de depor um presidente se a coisa lhes cheirar menos bem.
Isso é que é democracia!
Tal como eu sempre digo: «não se podem ter dois pesos e duas medidas»!
--------------------------------------
Laura B. Martins
============================================
Intervenção Judicial da «Associação ANIMAL» Contra o Tiro aos Pombos em Portugal

Decisão do Tribunal da Relação de Guimarães favorável à ANIMAL mantém sanção aplicada ao Clube Industrial de Pevidém por ter realizado prova de tiro aos pombos

Em Fevereiro de 2003, o Tribunal Judicial da Comarca de Guimarães deu provimento a um procedimento cautelar interposto pela ANIMAL, proibindo uma prova de tiro aos pombos que estava prevista para acontecer no Clube Industrial de Pevidém, sito no concelho de Guimarães.
No dia da prova, e não obstante a ordem judicial decretada, os responsáveis deste clube de tiro prosseguiram com a mesma, desobedecendo deliberadamente a esta sentença judicial, o que fizeram com a cumplicidade da PSP local, cujo comandante afirmou, perante os elementos da ANIMAL presentes no local, que não interviria “porque a «fina-flor» da economia de Guimarães estava naquela prova de tiro aos pombos”.
Isto, mesmo estando explicitamente obrigado pela dita sentença a intervir e impedir a prova.

No seguimento deste acto de desobediência qualificada, o Tribunal Judicial de Guimarães aplicou as sanções previstas na providência cautelar decretada, nomeadamente uma multa de 10.000 euros por cada dia de incumprimento da decisão judicial (a prova durou dois dias, nos quais foram mutilados e mortos a tiro 5.000 pombos), decisão que foi contestada, por recurso, pelo Clube Industrial de Pevidém, então representado pelo agora Ministro-Adjunto do Primeiro Ministro, Henrique Chaves, na sua contínua defesa do tiro aos pombos em Portugal.

O recurso, entretanto apreciado pelo Tribunal da Relação de Guimarães, foi agora dado como improcedente por este tribunal de apelo, que considerou que a sanção aplicada ao Clube Industrial de Pevidém deve manter-se e ser executada (nomeadamente com o pagamento de uma multa de 20.000 Euros).

Depois de, a propósito de uma acção principal de um processo judicial contra o tiro aos pombos, também em resposta a um recurso interposto pelo agora Ministro Henrique Chaves, os Desembargadores do Tribunal da Relação de Guimarães terem já, num Acórdão, considerado que esta prática é, além de cruel, proibida pela Lei de Protecção dos Animais, esta é uma decisão judicial que vem reforçar o caso contra o tiro aos pombos, sendo mais uma das cada vez mais expressivas e fortes vitórias judiciais da ANIMAL, no seu esforço para pôr fim a esta prática alegadamente desportiva, mas que é na verdade aberrante, e que consiste em matar cerca de 60.000 pombos por ano em provas de tiro ao alvo.

Seja parte da Mudança. Junte-se à ANIMAL!

Torne-se sócia/o da ANIMAL e apoie a organização na defesa dos direitos dos animais.
Inscreva-se através de socios@animal.org.pt.
Junte-se ao Grupo de Activismo da ANIMAL.
Inscreva-se enviando um e-mail em branco para activismo_animal- subscribe@yahoogroups.com.
Para mais informações, por favor contacte a ANIMAL através do e-mail info@animal.org.pt  ou visite o site www.animal.org.pt.
Se não quiser receber mais a Newsletter da ANIMAL, por favor envie um e-mail com a inscrição "Sair" para info@animal.org.pt.

publicado por LauraBM às 01:31

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Se as filh.AS dos de.PU-TA.do.S fossem CALOIRAS na UNIVERSIDADE…… Terminar PRAXES vs GREVE DE FOME. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Ver: Blog “Eu Não Desisto” http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt, (http://eunaodesisto.blogs.sapo.pt,) em 13.9.04,
José da Silva Maurício, maurício_102@sapo.pt, ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- MENSAGEM EM DIVULGAÇÃO:







"O Congresso Nacional é um local que:
se gradear vira zoológico,
se murar vira presídio,
se colocar uma lona em cima vira circo,
se colocar lanternas vermelhas vira prostíbulo
e se der descarga não sobra ninguém."

======================

Frase do Dia, do Mês, do Ano e do Século

“Portugal é hoje um paraíso criminal onde alguns inocentes imbecis se levantam para ir trabalhar, recebendo por isso dinheiro que depois lhes é roubado pelos criminosos e ajuda a pagar ordenados aos iluminados que bolçam certas leis.”


===================================

"Ponha-se na presidência qualquer medíocre, louco ou semi-analfabeto, e vinte e quatro horas depois a horda de aduladores estará à sua volta, brandindo o elogio como arma, convencendo-o de que é um gênio político e um grande homem, e de que tudo o que faz está certo.
Em pouco tempo transforma-se um ignorante em um sábio, um louco em um gênio equilibrado, um primário em um estadista.
E um homem nessa posição, empunhando as rédeas de um poder praticamente sem limites, embriagado pela bajulação, transforma-se num monstro perigoso".

-------------------------------------------

General Olímpio Mourão Filho
(in A Verdade de um Revolucionário de 1978)



ESSA FRASE DEVE CONTINUAR CIRCULANDO....

Frase da filósofa russo-americana Ayn Rand (fugitiva da revolução russa, que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920), mostrando uma visão com conhecimento de causa:


“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que a sua sociedade está condenada”.


Qualquer semelhança com o Brasil e o Portugal de hoje, não é mera coincidência...


"Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas...”

--------------------------------------------

Guerra Junqueiro, in "Pátria", escrito em 1896

O problema de Portugal é que quem elege os governantes
não é o pessoal que lê o jornal, mas quem limpa o traseiro com ele!


Para que serve a política?

*Funcionamento do blog:
Clique sobre cada TAG e veja os arquivos do tema.
*Antiguidades óptimas
*A sair do forno
Um povo imbecilizado, uma classe política corrupta...
Eu não ligo muitos aos conceitos 'Direita' e 'Esqu...
Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...
EU NÃO ME ENQUADRO NESSE ...
Nem sei que responda a um caso tão dramático.A rea...
A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
as Eleições em Portugal a Comissão Nacional de Ele...
Em relação aos sistemas económicos, muito se tem f...
Se com uma pensão inteira já é quase impossível ...
Isso é governar, não é comprar votos como fazem L...